8ª maravilha do mundo: Geleia sem açúcar

Eu descobri o paraíso, e preciso compartilhar o caminho do sucesso: como fazer em casa uma geleia gostosa, saborosa, natural e SEM AÇUCAR. Para acabar de vez com aquele nosso hábito de engolir porcarias ou de dar um rim em uma geleia de fruta de verdade (até hoje só achei uma que prestasse no mercado, é importada e nada barata).

Continuar lendo

Anúncios

Sono é necessidade; não opção.

Faz uma semana que eu dormi sozinha-sozinha pela primeira vez em sei lá quantos anos (vulgo desde que tenho filho). Mas porquê isso, meodeos? Estou num movimento de mudanças de hábito e melhora da qualidade de vida: aprender a me ver de novo como um indivíduo e dormir são dois pontos principais dessa empreitada.

Nisso, o convite para passar uma noite no #hoteldosonomedley caiu como uma luva. Para quem quer saber como foi essa experiência e como dormir melhor, segue o texto 😉

Continuar lendo

10 ideias de brinquedos do Pinterest que já testei:

Na minha vida de veneração ao Pinterest deve ter umas 10 pastas diferentes só de brinquedos, costurices, coisas pra se fazer com papelão e tal. Sem contar minhas infinitas listas no trello de projetos nunca colocados em prática.

Mas de uma coisa eu posso me orgulhar: muita coisa eu tentei. Nem todas deram certo, confesso (essa é a maior verdade do mundo DIY). Mas a maioria valeu a pena :))) (olhos brilhando).

Vou compartilhar com vocês 10 brinquedos que fiz para o Nico inspirada em imagens do Pinterest (e não, o Pinterest não me paga para eu falar dele. é só amor mesmo):

Continuar lendo

Bicicleta de equilíbrio: parece modinha mas é bacana mesmo.

Nico tem uma dessas bicicletas de equilíbrio (sem pedal, sabe?) que é o maior sucesso aqui em casa: a criatura acorda pedindo “bibi” e apontando para a porta, quer andar o dia todo e quando dorme sonha “bibi, bibi, bibi”.  Você já deve ter visto uma dessas: no mundo cult-bacaninha da zona oeste de São Paulo, é sensação e metade das crianças tem uma. E vai me perguntar: então é só modinha, status e elitização da infância?

Continuar lendo

Como trocar uma fralda com respeito, sem perder a cabeça.

Nunca gostei de forçar meu filho a nada (pode tirar o seu papinho que ele vai ficar mimado etc e tal daqui, eu não disse que eu deixo ele fazer tudo que ele quer, disse que não gosto de forçá-lo). Afinal, ele é uma pessoa. Tanto quanto eu. Eu não acharia bacana se alguém pegasse no meu braço com força e sem falar nada me puxasse pro lado. Quem gostaria, né?

Continuar lendo