Sono é necessidade; não opção.

Faz uma semana que eu dormi sozinha-sozinha pela primeira vez em sei lá quantos anos (vulgo desde que tenho filho). Mas porquê isso, meodeos? Estou num movimento de mudanças de hábito e melhora da qualidade de vida: aprender a me ver de novo como um indivíduo e dormir são dois pontos principais dessa empreitada.

Nisso, o convite para passar uma noite no #hoteldosonomedley caiu como uma luva. Para quem quer saber como foi essa experiência e como dormir melhor, segue o texto 😉

IMG_20170720_093102

Não foi fácil tomar a decisão de dormir uma noite sozinha. Eu disse não até o último minuto, até aceitar que eu estava sim precisando cuidar um pouco de mim, com  com direito à massagem, cama quentinha, comida gostosa, meditação… Sempre fui uma pessoa com dificuldade para dormir, muito antes de ser mãe – e talvez por isso o sono do meu filho seja a questão que mais me pega na maternidade. Hoje, trabalhando e amamentando o Nico a noite toda, durmo muito pouco e muito mal.

Claro que eu poderia ficar aqui dizendo que não durmo porque trabalho. Que não durmo porque tenho um filho. Mas boa parte da coisa é responsabilidade minha, e escolha. Se você parar para pensar vai ver o quanto a humanidade (de forma geral) diminuiu em mais de três horas o tempo médio de sono diária nas últimas décadas. As rotinas são cada vez mais agitadas e como a máxima diz que “tempo é dinheiro” – recurso precioso e escasso – escolhemos abrir mão de algumas coisas: uma delas é de dormir. Isso tem custos, claro.

Todo mundo sente sono, por mais diferentes que sejam os hábitos e necessidades de cada um. Mas precisamos dormir. Uns mais outros menos. Mas é inevitável: o sono é necessidade, não opção. Tanto que de acordo com a Associação Brasileira do Sono, um sono de má qualidade pode afetar nossa saúde principalmente no que diz respeito à problemas cardiovasculares, gastrointestinais e psiquiátricos. Por aqui minha imunidade baixa muito, começo a parecer narcolepsia (como diz o Matt), fico super irritada, com dificuldade de me concentrar e entro em um ciclo infinito de noites mal dormidas (já que não dormir me deixa ansiosa, e a ansiedade não me deixa dormir).

Se você tem problemas de sono (há uma variedade infinita deles), saiba que não existe caminho simples ou mágico para resolver isso. Um “remedinho para dormir” não vai resolver a coisa, pode apenas levar a dependência e a longo prazo agravar o quadro. O que fazer, então?

Mudança de hábito. Da mesma forma que pensamos com tanto cuidado sobre a rotina do sono do bebê, devíamos pensar na nossa – que fica esquecida e soterrada numa realidade que nem dá tempo de tomar banho, quanto mais banho relaxante. Vamos as dicas (utópicas, claro) para dormir melhor:

 

> Perto da hora de dormir, comece a relaxar (ou a tentar). Para isso música calma, luz baixa, banho… Sim, você está tão cansada que só quer ir logo deitar ou arrumar as coisas pro dia seguinte, mas talvez “perder” uns 15 minutos com um momento de cuidado e relaxamento seja uma boa forma de manter a sanidade mental e garantir uma noite de sono de qualidade.

IMG_20170720_065127

> Deixe de lado os eletrônicos. Sabe aquela parte do celular na cama enquanto tenta pegar no sono? Furada. Sim, eu também durmo com o meu do lado, com a desculpa esfarrapada que ele é meu despertador e tenho total certeza de como ele me deixa ansiosa e me faz perder o sono quando eu acordo de madrugada.

> Só vá para a cama quando estiver com sono. Ficar rodando de um lado para o outro só vai te deixar mais ansiosa e fazer seu cérebro pensar que “não adianta mesmo que nunca vou dormir”.

IMG_20170719_182355388

> Deixe o quarto e a cama sempre arrumados. Isso parece bobagem mas acalma, aconchega e aquieta a mente.

> Sabe aquele papo da sua mãe de que a cama é lugar só de dormir (e outras coisinhas mais que ela não citava)? Verdade. Não coma nem trabalhe em cima dela (exatamente como eu estou fazendo agora haha).

> Tente criar uma rotina do sono: acordando sempre no mesmo horário. Aos poucos você vai também passar a dormir no mesmo horário, ou pelo menos a sentir sono no mesmo horário.

> Não faça listas mentais. São apenas infinitas e provocadoras de ansiedade Deixe um papel em cima da cabeceira e anote seus problemas para lembrar deles no dia seguinte.

> Não fique olhando as horas. Nem enquanto pega no sono, nem se acordar de madrugada; isso só vai te deixar mais ansiosa.

> Preste atenção na sua alimentação: alimentos com cafeína (todo mundo sabe disso) tiram o sono. Ainda assim a gente vive comendo um chocolatinho antes de dormir (como eu estou fazendo agora. ops, lá se foi uma barra inteira). Substitua o chocolate por um cházinho, copo de leite quente (sim essa receita de vó procede e tem comprovadamente efeitos calmantes), um punhado de amêndoas. Vale também prestar atenção no que você come no jantar, se alimentos muito pesados, se muita massa, carboidratos, frituras, refrigerantes… Prefira comidas mais leves, e invista em aveia, alface, couve, maracujá, banana e amêndoas.

> Óleos essenciais podem ser ótimos aliados. Uma medida simples, barata e que não faz nenhum mal (se você acreditar em aromaterapia funciona mais). Ah, e não só o de lavanda, há várias outras opções que ajudam, como laranja doce, flor de laranjeira…

> Invista em técnicas de relaxamento e respiração. Você pode aprender pelo youtube, e há até mesmo aplicativos de celular que auxiliam nisso.

IMG_20170720_105646

(Aqui tem várias informações bacanas).

Claro que fazer isso uma única noite não adianta de nada, né.
Mas eu estou aqui, luz baixa, escrevendo que é algo que me acalma, anotando o que vou fazer amanhã, esquentando um cházinho e comendo uma granola caseira e chocolate (que a gente vai por partes, rs). Quem sabe um dia, né?

IMG_20170720_082955

Observação: para quem quer saber, foi bastante terrível dormir longe do Nico pela primeira vez. Depois de todo o relaxamento, massagem e mesmo morrendo de sono eu comecei a ficar super ansiosa e dar uma surtada. No fim dormi. Mas acordei pela força do hábito desesperada antes das 6h da manhã do tipo “cadê meu filho que não veio mamar?” e não consegui mais dormir. Ele ficou bem, dormiu com o pai e continua uma criança feliz.

IMG_20170720_092347

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s