1,2,3 Péo e a Casa Redonda.

Se tem uma coisa que eu acho que a gente tem sempre que repetir (para si e para os outros) são sobre as brasileiras e brasileiros que fazem projetos bacanas, que estudaram coisas muito legais, que contribuíram para dado campo do conhecimento. Com a tal “síndrome da grama do vizinho é mais verde”, a gente vive achando que bacana são os autores gringos, os projetos gringos e que legal mesmo é aquela experiência de escola lá da Finlândia.

Por isso vou compartilhar sobre uma pessoa incrível que tenho estudado (e faço planos de conhecer bem mais de pertinho).

Maria-Amélia-Pinho-Pereira-Péo-pedagoga-Casa-Redonda

Maria Amelia Pereira é uma pedagoga com um trabalho incrível, muito relevante para a educação infantil (coisa que você pode achar que não é relevante, mas é pra caralho). Trabalhou com experiências inovadoras, com atividades sócio-culturais, com o Sarah e de quebra ainda fundou a Casa Redonda, em Carapicuíba (Grande São Paulo).

A Casa Redonda é um espaço que recebe crianças de dois à seis anos com o único propósito de incentivá-las à brincar (além de oferecer uma formação voltada para a importância do livre brincar). Ou seja, é uma escola. Mas sem dever de casa, sem salas de aula delimitadas, sem letramento. Uma escola de liberdade. Onde a criança deve fazer o que é de seu direito: brincar.

(e ninguém tá falando aqui de largar a criança brincando sozinha. Que isso não é “livre brincar”). 

IMG_0170

Trazer a brincadeira para foco é se voltar para o desenvolvimento da criança. Afinal, nas palavras de Péo: “a criança brinca porque se desenvolve, e se desenvolve porque brinca”. O que acontece no espaço é que brincadeiras são propostas, atividades são estimuladas (principalmente as coletiva, e o brincar socializa!), mas nada é imposto. A criança vai buscar aquela atividade que mais a interessa no momento, e está é, justamente, aquela que é a mais importante para ela. É a que o corpo escolhe. 

“Ainda muito pouco entendida pelos adultos, mas bastante vivido e experimentado por todas as crianças, o brincar, na verdade, é o modo através do qual a criança vai se apropriando do mundo que está à sua volta. É uma linguagem que nasce no corpo e convive com uma noção de tempo e espaço diferente do mundo adulto”.

Quando brincam as crianças aprendem. Não apenas conteúdos,valores e tal. A criança aprende brincando a alegria. A ter liberdade. A experimentar. A se envolver com o prazer. E isso é o que fica.

 

Para saber mais:

A Casa Redonda

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s