2, a Carta da Terra

Existe um documento muito bacana do nosso século, divulgado em 2000, mas que pouca gente conhece. A Carta da Terra, uma declaração de princípios éticos para a construção de uma sociedade justa, sustentável e pacífica.

Esta resultou de um longo período de diálogo internacional, e teve a adesão de mais de 4.500 organizações, incluindo vários organismos governamentais e organizações internacionais – o que marca sua legitimidade. A carta surge diante do momento crítico que vivemos, posterior à um consumo  e produção desenfreados. Hoje é preciso juntar forças para gerar uma sociedade que respeite a natureza, os direitos humanos, promover a paz e a justiça econômica, como o caminho para a manutenção da humanidade. Essa deve ser uma responsabilidade de todos.

“A Situação Global Os padrões dominantes de produção e consumo estão causando devastação ambiental, redução dos recursos e uma massiva extinção de espécies. Comunidades estão sendo arruinadas. Os benefícios do desenvolvimento não estão sendo divididos eqüitativamente e o fosso entre ricos e pobres está aumentando. A injustiça, a pobreza, a ignorância e os conflitos violentos têm aumentado e são causa de grande sofrimento. O crescimento sem precedentes da população humana tem sobrecarregado os sistemas ecológico e social. As bases da segurança global estão ameaçadas. Essas tendências são perigosas, mas não inevitáveis”.

Para criar essa aliança global para cuidar da Terra, a Carta afirma alguns princípios:

Carta_da_Terra_800-01

I. RESPEITAR E CUIDAR DA COMUNIDADE DA VIDA
Respeitar a diversidade, reconhecendo que todos os seres são interligados e tendo fé na dignidade inerente em cada ser e no seu potencial. Ter compaixão, compreensão e amor. Ser consciente do dever de impedir o dano tanto ao ambiente, quanto aos direitos humanos, e da responsabilidade de promover o bem comum. Construir sociedades democráticas que sejam justas, participativas, sustentáveis e pacíficas. Assegurar que as comunidades em todos níveis garantam os direitos humanos e as liberdades fundamentais e proporcionem a cada um a oportunidade de realizar seu pleno potencial.

II. INTEGRIDADE ECOLÓGICA
Proteger e restaurar os sistemas ecológicos, por meio de planos e regulamentações de desenvolvimento sustentável. Manejar o uso de recursos renováveis como água, solo, produtos florestais. Impedir a poluição de qualquer parte do meio ambiente e não permitir o aumento de substâncias radioativas, tóxicas ou outras substâncias perigosas. Adotar padrões de produção, consumo e reprodução que protejam as capacidades regenerativas da Terra, os direitos humanos e o bem-estar comunitário. Adotar estilos de vida que acentuem a qualidade de vida e subsistência material num mundo finito. Avançar o estudo da sustentabilidade ecológica e promover a troca aberta.

III. JUSTIÇA SOCIAL E ECONÔMICA
Erradicar a pobreza como um imperativo ético, social e ambiental. Prover cada ser humano de educação e recursos para assegurar uma subsistência sustentável.  Promover a distribuição eqüitativa da riqueza dentro das e entre as nações. Afirmar a igualdade e a eqüidade de gênero como pré-requisitos para o desenvolvimento, promovendo a participação ativa das mulheres em todos os aspectos da vida econômica, política, civil, social e cultural como parceiras plenas e paritárias, tomadoras de decisão, líderes e beneficiárias. Eliminar a discriminação. Fortalecer as famílias em suas diferentes formas e promover o amor.

IV.DEMOCRACIA, NÃO VIOLÊNCIA E PAZ
Fortalecer as instituições democráticas em todos os níveis e proporcionar-lhes transparência e prestação de contas no exercício do governo, participação inclusiva na tomada de decisões, e acesso à justiça. Eliminar a corrupção (em todas as instituições, públicas e privadas, incluindo dentro de nós). Fortalecer as comunidades locais. Intensificar o papel dos meios de comunicação de massa. Proteger animais selvagens de métodos de caça, armadilhas e pesca que causem sofrimento extremo, prolongado ou evitável. Estimular e apoiar o entendimento mútuo, a solidariedade e a cooperação entre todas as pessoas, dentro das e entre as nações. Desmilitarizar os sistemas de segurança nacional até chegar ao nível de uma postura nãoprovocativa da defesa e converter os recursos militares em propósitos pacíficos, incluindo restauração ecológica.

 “A vida muitas vezes envolve tensões entre valores importantes. Isto pode significar escolhas difíceis. Porém, necessitamos encontrar caminhos para harmonizar a diversidade com a unidade, o exercício da liberdade com o bem comum, objetivos de curto prazo com metas de longo prazo. Todo indivíduo, família, organização e comunidade têm um papel vital a desempenhar. As artes, as ciências, as religiões, as instituições educativas, os meios de comunicação, as empresas, as organizações não-governamentais e os governos são todos chamados a oferecer uma liderança criativa. A parceria entre governo, sociedade civil e empresas é essencial para uma governabilidade efetiva”.

Nada disso parece simples. Poderia me ater por muito tempo em cada um dos pontos. Quando, na verdade, nem mesmo citei todos (para ler na integra: A Carta da Terra). Devíamos ler esse documento nas escolas, nos espaços públicos, junto as famílias. E repensar a vida que levamos, as escolhas que fazemos. Lê-lo me faz ver como muitos dos comportamentos que tenho são pura reprodução não pensada, que faz perpetuar coisas não tão legais assim. Apenas saber disso muda algo? Não. Mas nos faz conscientes e nos dá a possibilidade de ir mudando, dia-a-dia, todos os dias.

“Que o nosso tempo seja lembrado pelo despertar de uma nova reverência face à vida, pelo compromisso firme de alcançar a sustentabilidade, a intensificação da luta pela justiça e pela paz, e a alegre celebração da vida.”

 

 

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “2, a Carta da Terra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s