5, Planejar uma viagem.

Qual o objetivo da minha vida?
A paz mundial? amar o próximo? escreve um livro? plantar uma árvore? Tudo ba-le-lá. Eu quero mesmo é dar check em todos os países ao redor desse mundão.

Para quê? Para encontrar o amor ao próximo, para aprender com as diferenças, para manter os olhos sempre abertos e atentos ao novo, renovar os ares, respirar mais fundo, fazer jus ao meu direito de ir e vir, aproveitar essa tal de globalização e depois escrever um livro…

Claro que eu também acho que a novidade, o incrível, o mágico pode ser encontrado na nossa rua. Que podemos escolher viver sempre na mesma casa, com as mesmas pessoas e ainda assim as possibilidades serão infinitas e basta estar com os olhos dispostos para ver a magia florecer em cada calçada. Cada um com seu cada um. Cada um no seu tempo.

Cresci em uma família em que ninguém viajava, a não se por “obrigação”. Trabalho ou visitar parentes.  Durante todas as férias da minha infância fui para o mesmo lugar: a casa da minha bisavó em Visconde de Mauá (MG-RJ). Não podia ter lugar mais lindo, mais fofo e agradável. Só que isso eu penso hoje quando planejo o batizado do meu filho ou programo férias e festas com os amigos. Na época eu achava um porre. Tava era de saco cheio de ver as mesmas caras, as mesmas lojinhas, as mesmas cachoeiras. Mais que isso: a impossibilidade de escolha de outro lugar me tirava qualquer vontade de ir para o de sempre.

tumblr_neazqsDsI51r6mab5o1_500Não vejo sentido (hoje) de ter um carro, uma casa própria, de juntar milhões para um ataque zumbi. Muito menos em comprar roupas caras, em bolsas de grife, salão de beleza eteceteráetal. Escolhas. Todo o meu dinheiro é para proporcionar conforto e experiências. São Paulo em si já é uma grande aventura cotidiana. O novo aqui não acaba. Tanto a nível poético, quanto no clichê dos pontos turísticos (conheço nem 1/5). Tem sempre um restaurantezinho aqui do lado de casa que eu ainda não fui, um parque, uma praça, um museu… é programação que não acaba mais (o que acaba é a minha disposição para sair de casa).

O resto do tempo (e do dinheiro) a gente gasta indo para os mesmos lugares – que nem na minha infância. Afinal, a família mora longe e é preciso visitá-los. Itatiaia, Rio de Janeiro e Petrópolis, sempre batendo ponto por aqui.

Só que agora chegou a hora de abrir espaço para o novo, para o mais esperado nos últimos meses uma grande viagem internacional, para além das terras tupiniquins.  Chile ai vamos nós!

tumblr_n5dserWYd41qmufzjo1_500

————————————————————————–
p.s.: Tirando a foto do destaque (que tirei em uma exposição de artes e não lembro o nome do autor do trabalho, malz ae) todas as outras foram tiradas aleatoriamente da internet e eu não faço ideia das fontes. Mals ae de novo, mas tem horas que sou dessas).
————————————————————————–

Anúncios

4 comentários sobre “5, Planejar uma viagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s